TAO HOJE

Alguém já escreveu que "O TEMPO PERDE A LÓGICA EM FACE AO SENTIDO CÓSMICO DA
ARTE DE TAO SIGULDA", o que elimina, a priori,
qualquer possibilidade de se falar em fase atual.
Quando um artista alcança a dimensão dos mestres, todas as suas fases se condensam
num todo que não pode ser definido,
muito menos etiquetado.
Tao está aí. Tao hoje, farejando formas, explodindo dimensões, parindo cores.
As artes plásticas atualmente estão diretamente ligadas às artes gráficas e as soluções
gráficas se ensinuam em esculturas, pinturas, desenhos, quase tudo.
Tao sentiu. E se situou exatamente na fronteira, tratando plasticamente aos motivos gráficos.
Não como posicionamento.
Muito menos como conciliador.
Colocou-se ali justamente para explodir a fronteira. Porque, como criador, acha que fronteira nada mais é do que limitação.

H. Matteucci


Existe algo de novo na área da Arte?

A Arte não se alterou com o passar da história!
O que mudou foi a contemplação e a avaliação temporal. O panorama atual da Arte não mostra estilos de época, e sim estilos pessoais. É de opinião geral que o artista deva ser reconhecido por seu trabalho, assim como por sua escrita. Eis o maior equívoco no campo infinito da Arte. De maneira nenhuma a escrita deve ser considerada. A sua caracteristica existe, queira-se ou não. Mas o que vem ao caso é: o estilo – que não tem nada a haver com a escrita. Ela corresponde á atitude de vida do artista; a sua filosofia.
Uma obra de arte prescreve uma condição principal: deve ser pensada até o fim, em cada detalhe. Alem disso, deve-se escolher a técnica adequada para o motivo. E com esta, a ferramenta correspondente e o material mais adequado ao motivo. Some-se ainda: o resultado final, o resultado do trabalho tem que estar munido duma alma. Caso não for, será somente uma ilustração, uma reprodução da natureza – um plágio natural.

Não existe limitação para o material. Ele pode ser metal, madeira, tela, material plástico, papel ou sucata. Mas o resultado final tem que ser estético, inspirador, animador e uma revelação até então não percebida de um sentido, de uma situação ou de uma reciprocidade. Choque a aptidão só não é o bastante.

Uma obra de arte não requer somente a aptidão, mas também ser o escolhido.

Este é aproximadamente o objetivo do C.C.T.S.: mostrar aos jovens artistas como modelo e exemplo, os artistas que já viraram mestres. Mostrar os materiais e as ferramentas, e indicar os caminhos que levam às fontes da Arte.

Observando o atual cenário contemporâneo da Arte, não encontramos nada do que foi dito anteriormente. O que  aparentemente se impõe é o reconhecimento de uma moda da Arte. Assim como se muda o corte das roupas, também se muda a percepção da Arte. Por acaso isto é um ponto de vista? Ou a mudança vem sendo conduzida de algum lugar? Ou é o resultado de metas comerciais?

Decida você mesmo, visitando e contemplando pessoalmente as obras expostas no C.C.T.S.

Tao Sigulda